sábado, 22 de agosto de 2015

Praças no Instagram

Uma foto publicada por Marcelo Soares (@camafunga) em


Uma foto publicada por Marcelo Soares (@camafunga) em


Uma foto publicada por Marcelo Soares (@camafunga) em



sábado, 8 de agosto de 2015

Numa caixa qualquer

A experiência máxima da descoberta arqueológica, feita ao acaso, das fotos feitas pela babá Vivian Maier nas décadas de 1950/1960, somente  em 2007, abriram uma possibilidade que mistura curiosidade, nostalgia, olhar de época e neste caso a revelação de um novo e desconhecido talento.

Num pequeno paralelo quem não gostaria de ter suas próprias imagens esquecidas, e talvez nunca vistas, encontradas depois de um longo tempo deixadas em negativos antigos e jogadas em uma caixa qualquer. Pois foi o que aconteceu quando nosso colega  Luciano Piltcher resolveu resgatar alguns destes registros antigos, revelados por ele na década de 1980 mas que na sua maioria  nunca haviam sido transformados em fotografias, e por fim, usando a tecnologia atual, trazer a luz e ao papel parte deste achado. Pela qualidade e inusitado, valem um projeto.

© Luciano Piltcher -Direitos reservados
Links Relacionados
Vivian Maier

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Conversa fiada

© Marcelo Soares
Ver mais imagens no Diário de Canto.

sábado, 11 de julho de 2015

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Fernando Ricardo em Pelotas

GFC e Fernando Ricardo

Proveitosa é o mínimo a dizer da passagem do fotojornalista Fernando Ricardo pela cidade de Pelotas - RS. Foram corridas horas de atividades e reuniões que incluiram projetos futuros junto a UFPel - Universidade Federal de Pelotas, conversa informal com a redação completa do jornal Diário Popular, entrevista para o Programa 13 horas da Rádio Universidade, entre outras.

A palestra sobre fotojornalismo realizada no Museu do Doce foi um evento concorrido contanto com a presença de jornalistas, fotógrafos, estudantes e demais interessados pelo tema.






LInks relacionados
Galeria de imagens.
Grupo Foto Comentário
Palestra Fernando Ricardo

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Minudências

O dicionário define minudência como: "pormenor, olhar atento, escrupuloso, exame detalhado" e é isto mesmo que caracteriza o espaço onde, e como, o arquiteto Fábio Caetano compartilha sua fotografia. Especialista em patrimônio histórico ele registra suas imagens como quem resgata fragmentos do tempo.

© Fábio Caetano

© Fábio Caetano

  
Links Relacionados

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Quando ela passa...

Luiz Carlos Vaz é um jornalista com especialização em fotografia  que nos últimos tempos  divide lugar cativo com os amigos no Central Café. Reconhecido pelas lentes 300mm que se projetam de bonés e tocas variados  talvez seja o maior cronista visual do entorno do Mercado Público de Pelotas.

© Luiz Carlos Vaz
© Luiz Carlos Vaz


Links Relacionados
Blog do Vaz
Grupo Foto Comentário Fan Page



quarta-feira, 1 de julho de 2015

Revista Ecosul e Grupo Foto Comentário

 A edição julho/agosto da Revista Ecosul traz matéria sobre o Mercado de Pelotas e um ensaio fotográfico exclusivo, de autoria do grupo Foto Comentário. 



Foto Nauro Junior

 A revista é produzida pela Satolep Press e diagramada pela Nativu Design, com revisão de textos de Mariane Heineck.

Links Relacionados

quinta-feira, 25 de junho de 2015

O Laranjal do Carapeto

Luiz Carapeto é médico veterinário e fotógrafo. Morador no Laranjal, "bairro/distrito/balneário/praia" de Pelotas - RS,  tem como saudável hábito acordar de madrugada e sair para caminhar acompanhado de sua máquina. Sorte nossa que não tendo o mesmo privilégio  pelo menos podemos compartilhar seu olhar através de suas imagens.






Links relacionados
Luiz Paiva Carapeto Fotografias
Grupo Foto Comentário

Grupo Foto Comentário









O Grupo Foto Comentário é um formado por amigos que se reúnem em torno de fotografia. Surgiu como proposta em 2013 após uma palestra do jornalista Luiz Carlos Vaz que por sua vez encerrava a exposição  fotográfica de Marcelo Soares - Tem certos dias. Na platéia outros dois interessados no assunto, Luciano Piltcher e Paulo Krebs, comentaram a falta de um espaço para falar sobre o tema. Estava posta a ideia que depois de um tempo concretizou-se em encontros, a princípio semanais, que levaram a formação de um grupo. Agregaram-se ao grupo Fábio Caetano, Alfonso Montone  e Luiz Carapeto. De lá para cá as reuniões passaram a ser mais frequentes, tanto quanto possíveis, e o grupo partiu para outras atividades como passeios fotográficos, organização de mostras e montagem de eventos.  Entre os eventos o grupo trouxe o fotógrafo francês radicado em São Paulo Pierre Refalo para palestra pública em 2014 e agora convida o fotojornalista português Fernando Ricardo para apresentar seu trabalho.



Links Relacionados
Pierre Refalo em Pelotas
Exposição Em torno do Central Café

terça-feira, 23 de junho de 2015

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Fernando Ricardo - Palestra



“num fato verdadeiro existem duas notícias: a que é descrita e a que é vista”. - Fernando Ricardo

O Grupo Foto Comentário traz a Pelotas o fotógrafo português Fernando Ricardo para palestra sobre sua atividade em fotojornalismo, no dia 7 de julho, no Museu do Doce da UFPel.

Fernando Ricardo é fotógrafo profissional internacional, com passagem pela Associated Press em Portugal, Agence France Presse e Agence Gamma.
Reconhecido pelo seu talento e extremo rigor profissional, é amigo pessoal de Sebastião Salgado e o do falecido Cartier-Bresson. Professor de Fotojornalismo, possui larga experiência didática acerca da atividade fotográfica dedicada à notícia, com milhares de imagens publicadas internacionalmente nos mais importantes veículos de notícias do mundo. No evento falará sobre sua experiência como fotógrafo que acompanhou conflitos internacionais, viagens de autoridades como as Papa João Paulo II à África e outros eventos jornalisticos.


Mandela por Fernando Ricardo


Links:
Era uma vez o chiado
MARGS expõe fotografias de Fernando Ricardo
Flickr

Links relacionados:
Quem são o Grupo Foto Comentário
Grupo Foto comentário traz Pierre Yves Refalo


sábado, 30 de maio de 2015

Qual câmera ideal para fotografia de rua?



Outro dia lancei um desafio no  Grupo Foto Comentário sobre afinal qual a máquina que eu havia usado para fazer a foto acima. A dica era que eu estava de mochila e portanto poderia estar carregando qualquer um dos meus dispositivos fotográficos, desde a mais simples compacta até a DSRL com conjunto de lentes, sabendo que também uso uma CSC ,por exemplo. A proposta era estimular a discussão sobre o que seria melhor para fotografia de rua. A resposta e algumas considerações pessoais estão abaixo do texto após o link para seguir o artigo. O artigo é uma tradução do texto de Damien Demolder publicado em Words on Pictures.

Seguir lendo

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Em torno da região - Primeira parte

Há algumas semanas conciliando pouca disponibilidade de tempo com uma grande vontade de viajar decidi fazer pequenas incursões aqui pela região. São locais que apesar de próximos há muito não visitava. Com ritmos próprios de crescimento alguns congelam a história na arquitetura e nos hábitos interioranos, outros surpreendem pela relativo crescimento advindo da criação das novas políticas de desenvolvimento. Estou falando do sul do Rio Grande do Sul que mistura terra de campanha com mar,  fronteira, novas culturas e costumes tradicionalistas. Destes passeios pretendo fazer uma série fotográfica que em parte já venho publicando no Diário de Canto  e  no Camafunga.

Algumas fotos:


Passeando pelo Uruguai, Coxilha - ©Marcelo Soares

Campanha, a caminho de Pedro Osório - © Marcelo Soares

Laguna Merin - Rio Branco, Uruguai - © Marcelo Soares
Catedral Gótica, Rio Grande - © Marcelo Soares
Partida de Futebol - Capão do Leão - © Marcelo Soares
Chegada no Porto de Rio Grande via São José do Norte - © Marcelo Soares


sábado, 18 de abril de 2015

PHoto graPHia - Exposição

Iniciou no dia 15 de abril e vai até 16 de maio  no Espaço de Arte Ágape a mostra PHoto graPHia. São cerca de 40 obras divididas entre os temas fotografia de rua e texturas do tempo. As imagens  são atemporais e também mostram  cenas do cotidiano em diferentes locais do mundo. As "Photografias", a maioria em preto e branco, são de autoria minha e do Luciano Piltcher e apesar de terem sido feitas de forma digital tentam reproduzir as antigas fotografias de laboratório, origem de nosso trabalhao. Já Luiz Minduim, designer e artista plástico, apresenta suas "Texturas do Tempo" impressas em material que se assemelha a telas, são registros sem data, guardados durante anos e que recordam em detalhes arquitetônicos uma outra Pelotas, cidade que em parte não existe mais.

Foto Luciano Piltcher 
Foto Luiz Minduim

Fotos Marcelo Soares




Photo graPhia
Espaço de Arte Ágape, Anchieta 4480, Pelotas

Visitação de segunda à sexta das 9h às 12h e das 14h às 19h e aos sábados das 12h30min às 18h30min. 







quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Carnaval

Um dos momentos especias para quem gosta de fotografia de rua é durante o carnaval, também é um período em que as pessoas estão ali para serem vistas e registradas. E foi vestindo o equipamento como desculpa que nestes dois últimos anos acabei também entrando na folia.













Imagens protegidas por direto autora© Marcelo Soares.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Instagram

Posso me considerar um heavy user do instagram, e não é a toa que tenho por ali quase mil fotos onde agrego diariamente instantâneos de minhas caminhadas. Com a mensagem  "Fotos portáteis, porque sabe-se lá o que pode cruzar pela frente." registro flagrantes comuns e inusitados  do cotidiano das ruas os compartilhando imediatamente.

Minha conta principal @camafunga nada tem a ver com uma vitrine pessoal, não há selfies  nem imagens de comemorações ou comidas, mas,  desde que descobri o aplicativo como forma de aplacar uma compulsão por registros, compartilho meu olhar  e impressões sem conseguir evitar de fazê-los. Além do conceito do imediato a evolução dos smartphones permitiu certa qualidade digital e ao flaneur  a vantagem da invisibilidade, ao ponto de muitas vezes não me preocupar de sair acompanhado por uma câmera.  Hoje divido meu ato fotográfico com relação a fotografia de rua em dois modos, um quando me proponho antecipadamente a buscar uma fotografia mais apurada ou em um projeto específico me armando com equipamento completo e adequado e outro apenas para não perder oportunidades. Depois de um tempo adaptando a limitação técnica a ferramenta  e acostumando o olho ao enquadramento e a composição para o formato "square" posso dizer que consigo igual prazer em ambas circunstâncias. 

Uma observação, no entanto, como mostra o vídeo abaixo, é que as imagens no aplicativo sofrem uma grande redução de definição por perda geracional, por isso, por vezes seleciono algumas para publicar diretamente nos blogs.


Imagem republicada 90 vezes no instagram.
Um vídeo publicado por I Am Still Sitting In Stagram (@sitting_in_stagram2) em

Convido a visitarem meu Instagram @camafunga bem como algumas fotos selecionadas em melhor definição que estão no Diário de Canto.

Do meu instagram: